Mais de 300 enfermeiros nas zonas afectados pelos incêndios

A Ordem dos Enfermeiros (OE), em articulação com o Ministério da Saúde e o posto de comando de Pedrogão Grande, está a mobilizar enfermeiros para as zonas afectadas pela trágica vaga de incêndios no Centro do País. Mais de 300 enfermeiros, de uma forma voluntária, responderam ao pedido da Ordem para assegurarem 10 centros de saúde das regiões afectadas pela tragédia.

“Há falta de enfermeiros e as populações precisam de nós. Obrigada a todos os voluntários. Tenho orgulho nos enfermeiros deste país. Vamos continuar a articular a nossa ajuda com as entidades competentes”, afirma a Bastonária Ana Rita Cavaco.

Presente no terreno junto às zonas afectadas, o enfermeiro Pedro Lopes da Secção Regional do Centro destaca a importância de união numa altura tão complicada como esta.

“É muito importante que a população seja solidária e se una e com a ajuda dos enfermeiros, sejamos capazes de apoiar as pessoas que estão a sofrer. Os enfermeiros têm-se mobilizado desde sábado para ajudar quem mais precisa no terreno. O que mais me choca é ver a falta de condições que as pessoas afectadas têm agora e não saberem para onde podem ir. Os enfermeiros estão aqui. Vamos ajudar”, afirmou aos jornalistas no local.

Os incêndios que têm devastado a zona centro do país já fizeram mais de 60 mortos e várias dezenas de feridos. No terreno estão mais de 2000 bombeiros que tentam controlar as diversas frentes dos incêndios.

A Secção Regional Sul da Ordem dos Enfermeiros conta com mais 200 enfermeiros preparados para se deslocarem até às regiões afectadas, caso seja necessário.

“Não há palavras que bastem para as famílias e amigos das vítimas do incêndio. As pessoas são únicas e irrepetíveis. Mas para os enfermeiros tenho muitas palavras, de agradecimento, coragem, orgulho e incentivo. Sei que estão, como sempre, na linha da frente. Um agradecimento muito especial aos enfermeiros bombeiros, bem como a todos os outros profissionais que zelam para que possamos viver seguros e mais tranquilos. O meu coração está convosco. A Ordem e os enfermeiros estão, como sempre estivemos, ao serviço do país. Contem connosco!”, destaca a bastonária Ana Rita Cavaco.

Start typing and press Enter to search