Enfermeiros especialistas: “É a segurança dos cuidados de saúde que está em causa”

Após um mês a aguardar uma solução por parte do Governo, os enfermeiros especialistas em Saúde Materna e Obstétrica continuam à espera de resposta para a urgência de uma solução para o reconhecimento contratual.

“Temos feito tudo para encontrar uma solução de consenso para o problema das Especialidades. Estamos a uma semana da data apresentada pelos Enfermeiros Especialistas em Saúde Materna e Obstétrica para passaram a prestar apenas cuidados gerais. Estamos na eminência de os hospitais de todo o país terem de fechar blocos de partos. É a segurança dos cuidados de saúde que está em causa. E, até agora, o Governo não apresenta qualquer solução para um problema que há mais de um ano a Ordem vem a alertar sucessivamente. É urgente uma solução”, alerta a Bastonária Ana Rita Cavaco.

O movimento dos enfermeiros EESMO tem sido apoiado pela Ordem dos Enfemeiros, que desde o primeiro momento se colocou ao lado destes especialistas que querem a regularização da sua situação injusta, ilegal e inconstitucional e que, já foi reconhecida pelo Ministério da Saúde, como algo a resolver.

Apesar dos inúmeros avisos por parte destes enfermeiros e da OE para a situação que tem vindo a agudizar-se ao longo dos últimos meses, nada tem sido feito para resolver a questão, obrigando a atitudes como a recente vigília em frente à residência oficial do Primeiro-Ministro, que decorreu a semana passada e que contou com vários enfermeiros especialistas.

A Ordem dos Enfermeiros volta, uma vez mais, a reiterar que está ao lado de todos os Enfermeiros na defesa dos seus direitos e atenta a quaisquer eventuais pressões ilegítimas que tenham por fim impedir que os mesmos cumpram as funções para as quais foram contratados.

Start typing and press Enter to search