Pombal: da Energia do Mar à Tranquilidade da Serra

DE FOLGA

POMBAL: DA ENERGIA DO MAR À TRANQUILIDADE DA SERRA

“Num raio de 35 quilómetros conseguimos ter uma grande variedade de “cenários” que vão do Litoral ao Interior, passando pelo urbano. O difícil, por vezes, é escolher!”. É desta forma que Alexandre Frutuoso, especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica da ambulância de Suporte Intermédio de Vida (SIV) de Avelar, apresenta Pombal, a cidade onde vive.

“Um concelho do mar à serra” é o lema e a oferta aos turistas é variada. Na costa pode praticar actividades náuticas, na cidade visite o castelo e os museus, na serra aposte na realização de trails. Foi isso mesmo que fizemos com o nosso guia privilegiado.

Esta não é só a terra de um marquês famoso, nem se limita ao célebre arroz malandrinho de tomate. “Num raio de 35 quilómetros conseguimos ter uma variedade de cenários que vão do Litoral ao Interior, passando pelo urbano. O difícil, por vezes, é escolher!”, garante-nos Alexandre Frutuoso, nosso guia nesta viagem a Pombal e especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica.

O surf é uma paixão que Alexandre Frutuoso alimenta desde a adolescência e por isso torna-se inevitável começar o dia a quebrar ondas na praia do Osso da Baleia. Localizada em plena Mata Nacional do Urso, a praia concilia na perfeição o azul do mar com o verde das árvores, tem uma ciclovia ate à Nazaré e dispõe de infra-estruturas adaptadas a pessoas com mobilidade reduzida.

Já no centro da cidade, é o “castelo altaneiro” que capta a nossa atenção. Por entre lendas e narrativas, as muralhas encerram a história de Pombal e da sua fortaleza, à qual se junta uma vista soberba do centro histórico e da malha urbana. Outros locais de referência na urbe são o Museu Municipal Marquês de Pombal e o Museu de Arte Popular Portuguesa. Há ainda tempo para dar um pulo até ao Largo do Cardal, onde pode encontrar o edifício dos Paços do Concelho e a magistral Igreja do Cardal.

Por último, há que explorar a Serra de Sicó. E Alexandre Frutuoso fá-lo através de trails, actividade que permite desfrutar da paisagem e “aceder a locais que geralmente as outras pessoas não conhecem”. À sua espera estão algumas grutas e ravinas, bem como a Aldeia do Vale, que preserva o seu aspecto medieval.

GASTRONOMIA

Durante o almoço saboreámos as especialidades da região no Manjar do Marquês. Ficámos rendidos aos “Filetes de pescada com o nosso arroz de tomate”» e aos “Nossos rojões com nabiça e morcela”. Imperdíveis!

ONDE COMER:

Manjar do Marquês – Estrada Nacional 1/IC2 Km 151

Restaurante Vintage – R. Alexandre Herculano, nº 5

Cafetaria do Castelo – Castelo

ARTESANATO

Os cestinhos da Ilha são peças artesanais feitas com bracejo, típicas da localidade com o mesmo nome.

ONDE FICAR:

Cardal Hotel*** – Largo do Cardal

Hotel Pombalense*** – R. Alexandre Herculano, nº 26

ONDE IR:

Castelo de Pombal

Museu de Arte Popular Portuguesa – Edifício do Celeiro do Marquês, Praça Marquês de Pombal

Museu Municipal Marquês de Pombal – Edifício da Cadeia Velha, Praça Marquês de Pombal

Teatro-Cine de Pombal – Praça Manuel Henriques Júnior

Café Concerto – Praça Manuel Henriques Júnior

Start typing and press Enter to search