Porto: Uma viagem sem polícia nem ladrão

DE FOLGA

PORTO: UMA VIAGEM SEM POLÍCIA NEM LADRÃO

“Autenticidade”. É este o adjectivo que Daniela Ricardo elege para caracterizar a sua cidade preferida: o Porto. A enfermeira na Unidade de Transplantação de Medula Óssea no Instituto Português de Oncologia (IPO) não tem dúvidas: na Invicta as “pessoas são genuínas, estão sempre prontas a ajudar o próximo. E a cidade reflecte isso nos parques, mercados, lojas, edifícios e monumentos que nos rodeiam”. A oferta é tão variada que vamos dar-lhe a conhecer um Porto que talvez desconheça: descontraído e sofisticado. É inspirada neste ambiente que Daniela Ricardo encontra os ingredientes essenciais à actividade que concilia com a Enfermagem: a promoção de uma “alimentação consciente e natural”.

O ponto de partida é o Parque da Cidade. Limitado a Norte pela Estrada da Circunvalação e a Sul pela Avenida da Boavista, ninguém diria que o “maior parque urbano do País” resultou de uma antiga lixeira. Está projectado de tal forma que o rebuliço citadino não se atreve a transpor a barreira protectora da vegetação. Daniela Ricardo não abdica de visitar o espaço diariamente, onde descomprime do trabalho pesado no IPO, onde exerce há 19 anos.

Daquele ponto da cidade seguimos pela Foz, aproveitando o calor do sol e o aroma a sal da beira-mar. No Passeio Alegre, voltamos a poder usufruir de um espaço verde na exacta zona em que o Douro se une ao Atlântico. E dirigimo-nos à Ribeira, eternizada por Manoel de Oliveira no magistral “Aniki Bóbó”, com a Ponte Luís I como vizinha privilegiada, que continua a ter crianças a banharem-se nas águas do rio. É inevitável ouvir ressoar na nossa memória a célebre lengalenga: “Aniki bébé, aniki bóbó. Passarinho. Tótó. Berimbau. Cavaquinho. Salomão. Sacristão. Tu és polícia, tu és ladrão.” Mas diferença imediata para hoje faz-se pela presença de turistas, pela extensa palete de cores dos prédios que se prolongam pelo Cais da Ribeira e pelas esplanadas que os acompanham.

O itinerário escolhido por Daniela Ricardo leva-nos à Rua das Flores, que liga a Estação ferroviária de S. Bento ao Mercado Ferreira Borges, transformado em sala de espectáculos. Olhar em volta é ver diversidade: há comércio tradicional, com fachadas, prateleiras e mobiliário antigos a conviver em harmonia com lojas estilizadas que dão resposta às mais recentes necessidades de consumo. Os edifícios alternam entre os de fachada com o típico azulejo azul e branco, e os de pedra ou tinta. Mas em comum estão sempre os varandins com gradis em ferro forjado.

A visita termina com a obrigatória Torre dos Clérigos (séc. XVIII), local icónico que exemplifica a presença do Barroco na Invicta. Do seu topo obtém-se uma vista soberba, daquelas que nos permite admirar as diferentes formas, cores e cheiros da cidade. A dois passos está a deslumbrante Livraria Lello, onde as letras convivem com a História.

GASTRONOMIA

Ao almoço, o restaurante “Em Carne Viva” dificultou-nos a tarefa de escolher entre a panóplia de iguarias existente no menu. O Mil-Folhas de Vegetais e o “Sem Espinhas” à Lagareiro são apenas alguns dos exemplos de uma refeição soberba!

O restaurante também assume um compromisso de sustentabilidade ecológica, reaproveitando diversos materiais que existiam no edifício na decoração e mobiliário.

Encerra ao domingo

ONDE COMER:

Em Carne Viva, restaurante vegetariano e vegano – Av. da Boavista, 868

Cantina 32 – Rua das Flores, 32

ONDE IR:

Parque da Cidade

Passeio Alegre – Foz

Rua das Flores

Museu das Marionetas – Rua das Flores, 22

Casa da Música – Av. da Boavista, 604-610

Torre dos Clérigos – Rua de S. Filipe de Nery,

Livraria Lello – Rua das Carmelitas, 144

ALOJAMENTO

O lobby do Hotel AS 1829 mantém a aparência da papelaria que ali existiu durante décadas, tendo ao dispor materiais como blocos, canetas e carimbos.

ONDE FICAR:

Casa dos Lóios, Boutique Guest House – Rua das Flores, 245

Hotel AS 1829 (antiga Papelaria Araújo e Sobrinho) – Largo de S. Domingos, 50

Em Carne Viva, alojamento – Av. da Boavista, 868

Start typing and press Enter to search